Polentaço encerra décima edição com recorde de 7 mil visitantes

Estilo

Estilo
standard image post

Programação em Monte Belo do Sul teve distribuição de mais de 1.600 kg de polenta

 

Com o maior público de sua história, o 10º Polentaço foi responsável por praticamente triplicar a população de pouco mais de 2,6 mil habitantes de Monte Belo do Sul. Os dois dias de programação (as atividades ocorreram no sábado, 18, e domingo, 19) atraíram cerca de 7 mil visitantes à cidade. 

“Foi uma luz divina”, destaca em tom descontraído o idealizador do 10º Polentaço, Alvaro Manzoni. “Celebramos não só um patrimônio gastronômico da Serra gaúcha – mas também a consagração de uma festa com a cara autêntica e singular do interior da Serra gaúcha. Ver todo esse público prestigiando um evento que vem crescendo a cada edição é emocionante. Monte Belo merece ser valorizado e é isso que almejamos com o Polentaço”, complementa o também Secretário de Cultura e Turismo da cidade e vocalista da banda de músicas italiana Ragazzi Dei Monti, uma das atrações musicais que subiu ao palco do evento.

A proposta turística e cultural que o município busca com eventos como o Polentaço vem sendo priorizada como forma de fomentar o desenvolvimento de Monte Belo do Sul. “Essa edição superou todas as nossas expectativas. Sinto-me muito honrado em ser prefeito de uma cidade que mantém viva a história e a cultura herdada dos nossos antepassados. Agradeço a todos que se empenharam em prol do evento e aos visitantes que se interessam pela nossa localidade”, diz o prefeito Adenir José Dallé. 

Mais de 1.600 kg de polenta foram distribuídos ao público – totalizando mais de quatro mil porções acompanhadas por molho. Quem acompanhou os tombos das polentas gigantes pôde saborear o prato tradicionalmente cozido em grandes proporções pelos imigrantes italianos desde a época da colonização – ritual perpetuado até hoje. “A polenta estava deliciosa. Foi uma grata surpresa descobrirmos Monte Belo do Sul em um evento como esse”, comenta Ivana Fisch, caxiense de 63 anos.

 

Quantidade de esculturas de polenta cresce

Uma das mais inusitadas e criativas atrações do Polentaço é a exposição de esculturas feitas de polenta. Em 2019, a mostra aumentou o número de obras inscritas: foram 30 peças. As três melhores foram premiadas – além da categoria destaque, para aquelas feitas exclusivamente por polenta. 

A “Cagliera D’Oro”, em alusão ao ouro de primeiro colocado, ficou com a comunidade Nossa Senhora de Caravaggio. A escultura teve como tema ‘La Casa dela Nonna’ e retratou um antigo casarão. Na segunda posição, ostentando a “Cagliera D’Argento”, figurou a obra da Comunidade de São Paulo, na Linha Fernandes Lima – com o tema ‘Nona Maria, a Parteira’. A “Cagliera di Bronzo” foi outorgada para a Comunidade São Pedro, que representou o Deus grego do Vinho, Dionísio, em homenagem ao Dia do Vinho Brasileiro. Já a “Cagliera Nera”, ou destaque, foi para o grupo Folclórico Vicentino, com uma obra autêntica retratando os chapéus alpinos utilizados pelos integrantes do coral, a ‘Taliani Vicentini in Brasile’. 

 

Atrações artísticas e gastronômicas

Evidenciado os produtos locais, a proposta da parte expositiva do Polentaço teve como objetivo valorizar os empreendedores monte-belenses em seus mais diversos ramos – gastronomia, vinhos e espumantes, artesanato, produtos coloniais, tanoaria, entre outros. “Nosso intuito vai além do que somente prospectar vendas: é divulgar nosso trabalho e o município para mostrarmos a autenticidade que tanto encanta e atrai os turistas que por aqui passam”, considera Antônio Faccin, proprietário da Faccin Vinhos. 

Espalhadas pela Praça Padre José Ferlin, as barraquinhas com estilo europeu comercializaram grande parte do estoque preparado para o evento. “O movimento superou, e muito, nossa expectativa. Aumentamos nossa produção para o Polentaço e mesmo assim poderíamos ter vendido mais itens se tivéssemos uma quantidade maior”, descreve Roque Lovisa, da Agroindústria Casa Lovisa. 

O 10º Polentaço foi uma realização do Centro de Tradições Italianas de Monte Belo do Sul, da Prefeitura de Monte Belo do Sul e contou com o patrocínios e apoio da iniciativa privada. Sua programação integrou a agenda alusiva ao Dia do Vinho Brasileiro. A próxima edição ocorrerá em 2021.