Tendências iSaloni 2019: A liberdade como inspiração

Casa

Casa
standard image post

Já há algum tempo a Impress Decor vem enfatizando: “Se nossas vidas não são estáticas, os ambientes em que vivemos também não podem ser”. Com uma rotina cada vez mais conectada entre vida pessoal, profissional e social, nossas casas e espaços de trabalho devem refletir essa transversalidade em interiores cada vez mais acolhedores, interligados e livres de rótulos.Tendência que se confirma de vez no que podemos apontar como um dos mais palpáveis Salão do Móvel de Milão (Salone del Mobile.Milano)da história.

 

Ocorrendo entre 09 e 14 de abril de 2019, na Itália, o 58º iSaloni nos trouxe além do purismo do design italiano, uma nova perspectiva sobre a maneira como interagimos e ocupamos os espaços nos dias de hoje - assunto que você pode conferir aqui- e, claro, todas as hot trends em cores, materiais, acabamentos e soluções para o morar, que ficam bem claras ao observarmos as novidades em superfícies apresentadas por lá - um dos pontos altos da feira em matéria de tendência e inovação. E é justamente sobre isso que a equipe de design e comunicação da Impress fala agora!

 

Color Power!

 

E para começar: cores, muitas cores! Essa foi certamente uma das primeiras impressões de todo o time Impressao adentrar os pavilhões do iSaloni nesta edição. Não por menos. Dos já bastante aclamados tons pastel e tons terrosos até cores bem vibrantes, inclusive destacando-se cores primárias, como nas famosas obras de Mondrian, esse foi, definitivamente, um Salão alegre, vívido e, claro, de muito bom gosto.

 



Nesse festival de cores, o laranja - com matizes que iam das mais intensas até próximas do marrom - foi o escolhido pela maioria das empresas para trazer vida e vibração às suas coleções. O cinza, muito celebrado em edições passadas, continua presente, mas de uma forma neutra, como uma alternativa mais leve ao preto, sendo usado em segundo plano.

 

Percebe-se, ainda, um abandono da estética de uma nuance só e do apelo a ambientes extremamente sóbrios, como vistos em outras temporadas. Não que as paletas básicas tenham desaparecido, mas agora elas vêm acompanhada de cores e vida como o próprio laranja, tons terrosos, os nudes e os verdes acinzentados.