A nossa nova casa | por Juliana Desconsi

Casa

Casa
standard image post

Novos olhares, novos significados, mas em síntese ficar mais em casa também nos levou mais para dentro de nós mesmos, onde é a nossa verdadeira casa

Nunca esse conceito esteve tão na moda, “casa como refúgio”. Para algumas pessoas o desejo de passar mais tempo em casa se materializou com a pandemia do Covid-19. 

Com esta mudança a casa passou de um simples lugar para ir dormir à noite e fazer algumas refeições de vez em quando, para o lugar que realmente habitamos. Cômodos começaram a ter mais necessidades como a cozinha, o escritório e hall de entrada. A necessidade de eletrodomésticos mais eficientes para nos auxiliar nas tarefas exaustivas como cozinhar e limpar. Móveis e bancadas de apoio para largar o que vem da rua e tem que ser limpo. Enfim, a casa já não é mais a mesma.

Precisamos ficar atentos a essas novas necessidades, a higienização talvez seja o quesito mais importante para onde habitamos e trabalhamos. Mas será que todas as superfícies estão preparadas para receber tanto produto químico de limpeza? Cuidado para não danificar sua casa.

Muitas famílias sentiram a necessidade de reorganizar a casa e ressignificar alguns cômodos. O home office e o estudar em casa forçou a criação de ambientes de trabalho e estudos que talvez antes não tinham sentido. Nesse ponto surge a necessidade de cadeiras confortáveis, escrivaninhas eficientes, biombos, murais, condição elétrica, de iluminação e conexão à internet, além de privacidade e isolamento acústico.

Outra demanda apontada nessa nova casa é a necessidade de conexão com a natureza e de consumir de forma mais saudável, por isso a necessidade de uma horta ou um pequeno jardim, mesmo que em apartamentos pequenos, a ideia é inspiradora. A conexão com as plantas também é um grande artifício para aliviar o estresse.

Mas mais do que nunca o isolamento nos fez perceber a importância de estar ao ar livre. Com isso muitas pessoas pensam em mudar de estilo de imóvel, e começam a fazer planos de morar em uma casa ampla com jardim ou apartamento que possuam uma agradável e iluminada varanda.

E dentro desse universo de conexão com um mundo mais real e menos artificial os gostos por materiais naturais, menos processados e menos químicos, bem como objetos feitos a mão são grandes apostas para o momento.


O fato é que nossa casa mudou, por que nós mudamos e o mundo a nossa volta também. O importante é se divertir e se proteger sempre. Fiquem em casa!