A Integração à Vida | por Raiane Paula Fraga

Vida

Vida
standard image post

Integrar. Também em seu sinônimo, “formar”, “constituir” “agregar”, “incluir”, “tornar-se inteiro”.


Oi, meu nome é Raiane Paula Fraga, e entre tantas coisas que me integram e resultam em quem me encontro, também sou Psicoterapeuta Reencarnacionista e Integrativa. 

Quando falamos sobre curas integrativas, nossos queridos neurônios nos levam as abotoaduras bem abotoadas dentro daquilo que já está implantando dentro de nós.

Integrar logo nos direciona as opções um tanto quanto supérfluas, apesar de prazerosas, diante de tantas outras coisas as quais eu caracterizo como importantes em minha vida. Mas o que eu percebo diante disso, e que quase ninguém percebe, é que o ato de integrar o seu dia a dia ao que te traz prazer, é também o que te diferencia de uma máquina para uma vida. 

Quando a pandemia nos atingiu, levando tantos de nós, tantos daqui, e tanto de tudo o que éramos, me vi rodeada, como sirenes gritando, para tudo aquilo que me integrava, me constituía, e agora me abandonava. Me vi selecionando o que cabia naquela nova fase da minha vida e me vi percebendo o quanto não percebia e não saboreava toda a integração que diariamente me lapidava, me trazendo vida, assim também como não percebi o que integrado à minha vida me tornava uma máquina. Foi um momento de extrema “desintoxicação”, limpando meu sistema e refazendo minha rota.

Nessa mesma fase, limitada a tanto, e com tanto tempo para observar, assisti pessoas riscando de suas vidas, por opção ou obrigação, o pouco da integração que ainda os tornava vivos. Eu os vi enlouquecer, definhar, secar.  Assistimos o mundo empalidecer enquanto o que nos tornava vida era tirado de nós.

A integração está no todo. Essa coluna, por exemplo, integra minha vida, me proporcionando a chance de escrever sobre o que eu mais gosto, ao mesmo tempo em que essa mesma coluna, que me integra, integra também esse jornal, com a coluna mensal de uma terapeuta que aborda o que sabe perante as demais integrações que teve e que tem, seja em sala de estudos, seja sendo integrada por cada paciente que passa por mim, e que sai integrado, integrando aos demais ao seu redor. 

O fato é que, tudo o que integra e entrega a sua vida amor, prazer, felicidade, crescimento, harmonia, entre tantas outras coisas e emoções deliciosas de se provar, acaba, de forma leve e tranquila, te tornando INTEIRO. Integrar é uma construção social, ou como diria o Estoicismo, é também uma forma de agregar ao grande Cosmos, que brinda com prazer quando suas sementes germinam, permitindo outras sementes germinarem.

A integração está no todo! Ela está na academia e na nutrição que você segue para integrar ao seu corpo mais saúde, mais longevidade e mais prazer. A integração está nas aulas de dança que te proporcionam tantos momentos felizes, de crescimento e superações. A integração também está nos exames de sangue anuais que você faz para ter certeza que está tudo bem com sua casinha. A integração está naquela xícara de chá diária, na taça de vinho que você saboreia ao chega do trabalho, nos livros que você lê, para você ou para os seus filhos.  A integração está numa ida ao cinema, ao teatro, nas viagens e visitas ao museu. A integração está na busca de se entender, se compreender, tentar fazer melhor por você. Está na busca pela espiritualidade, pela fé, por respostas. 

Integrar está no todo, sendo o todo, e a única ferramenta que proporcionará uma vida que valeu a pena, pois sem integrar, somos apenas máquinas em movimento. 

Sabe, amado leitor, eu poderia aproveitar o espaço desse jornal, em específico essa coluna que fala tanto sobre minha profissão, para lhe direcionar a conhecer o meu trabalho, que aliás é lindo e de muito respeito. Mas por tanto respeito e diante de tudo que eu acredito, o meu único e gigante conselho é: entregue a sua existência a integração, e torne-se vivo.

Como espiritualista a tantos anos, tudo o que recebemos da imensidão é o quanto devemos viver nossas vidas e sermos felizes perante aquilo que nos torna feliz. 

Trace rotas, siga seus caminhos, escute a voz interior e VIVA TUDO O QUE A VIDA PODE LHE FORNECER TODOS OS DIAS, integrando a sua jornada os desejos de sua alma. 

O Estoicismo acredita que a cura começa no desejo de se curar. Eu acredito que a felicidade comece no desejo de integrar.

Que seu natal seja iluminado e o que no novo ano você seja ainda mais feliz! 


Namastê!
raiane.paulafraga@gmail.com
@terapeuta.raianepaulafraga
Terapeuta